Estória de um filho que pediu para o seu pai não o amar

Uma pequena história conta que ao sair de casa, um pai recebeu do filho um pedido especial:

– Papai, brinque comigo!

O papai que se preparava para sair respondeu ao menino:

– Agora não posso, mas o papai ama muito você.

No dia seguinte, esta mesma cena tornou a se repetir, e assim, durante vários dias, aquele pai era interpelado pelo filho, que lhe convidava para brincar, e a resposta do pai era sempre a mesma:

– Papai o ama, mas agora não pode.

Algum tempo depois, quando o pai chegou a sua casa, encontrou o filho no jardim, com uma bola debaixo do braço e o pedido novamente aconteceu:

– Papai, brinque comigo!

A resposta do pai agora foi a seguinte:

– Agora estou muito cansado, brincarei outro dia, mas sabe filho, eu o amo muito.

Então o menino falou:

– Não quero mais que você me ame papai, só quero que jogue bola comigo!

Tantos pais têm a noção errônea de que a felicidade depende das coisas. Mas não são coisas, não são bens materiais que fazem uma família feliz e sim relacionamentos significativos.

Dedique tempo de qualidade aos seus filhos antes de passar o tempo e seja tarde.